Saúde oral ao longo da vida: um direito humano fundamental

big_smile

Em março de 2015,  a Organização Mundial da Saúde publicou a Declaração de Tóquio sobre Assistência Odontológica e Saúde Oral para uma Longevidade Saudável. A Declaração defende seis pontos:

1. Promover um esforço conjunto e organizado para produzir evidências científicas acerca da contribuição da saúde oral para aumentar a expectativa de vida saudável, com uso dessas evidências na formulação de políticas de saúde;

2. Com base nessas evidências, investigar o status das políticas nacionais de saúde oral e das atividades regionais de saúde, com compartilhamento de resultados e informações entre as nações do mundo;

3. Reconhecer que a manutenção da saúde oral inclusive na velhice é um fator fundamental de qualidade de vida, com papel na proteção e prevenção contra o agravamento de doenças não transmissíveis e contribuição para o aumento da expectativa de vida;

4. Conclamar as instituições e profissionais de saúde oral para garantir uma atenção adequada ao longo de todos os ciclos de vida nas sociedades em envelhecimento, contribuindo para iniciativas organizadas de saúde oral, com alcance nacional;

5. Promover políticas de saúde oral que permitam o reconhecimento de riscos comuns às doenças orais e às doenças não transmissíveis e o desenvolvimento de abordagens conjuntas aos fatores de risco e à prevenção de doenças orais e perdas dentárias, com manutenção e revitalização da função oral ao longo da vida;

6. Para possibilitar esses passos, criar um ambiente que permita e encoraje a prática professional colaborativa.

O texto completo da Declaração, em inglês, está disponível aqui.

Bookmark and Share

Postado em 26 de outubro de 2015      nenhum comentário

Categoria: Notícias   

Faça um comentário